Gulosa mais gulosa não há

Mais uma invenção que correu bem. Vou olhando para os armários, vejo o que tenho e pode combinar e alguma coisa sai. Desta vez foram estes queques de arroz, cacau e amendoim.

22042018_1697898240221030_4205281232257461366_o

Ingredientes: 

  • 4 ovos;
  • 200gr de farinha de arroz;
  • 4 colheres de sopa de açúcar amarelo;
  • 30g de óleo de coco;
  • 100g de amendoim desfeito em pedacinhos muito pequeninos;
  • 1 colher de café de fermento;
  • 1 colher de sopa de cacau magro.

 

Começa-se por se bater os ovos com o açúcar. Depois, lentamente, vai-se juntando a farinha e vai-se mexendo, depois o óleo de coco e o cacau. No fim, envolve-se o fermento e os pedacinhos de amendoim.

Levei ao forno em forminhas de silicone, a 190ºC, durante 15 minutos, sem ar circulante.

Valem a pena! Comemos nós e a pequena. Qualquer criança a partir de ano e meio poderá comer estes queques, desde que não exista história de alergia ao cacau ou amendoim (que são alimentos possivelmente mais alergéneos)

Bebidas

Nas férias cometemos sempre asneiras na nossa alimentação.

Chegámos de férias ontem, com os corpos a pedir desintoxicação das bolas de Berlim, das bebidas, das comidas muito boas mas pecaminosas. Esta alimentação menos regrada produz radicais livres no nosso corpo que queremos eliminar.

Como? Combatemos estes radicais livres com alimentos antioxidantes.

Se o teu corpo pede, dá-lhe.

Hoje preparei este sumo para começar a desintoxicar o corpo da mãe, do pai e da filha.

IMG_4700

Ingredientes:

  • 2 rodelas de abacaxi;
  • 3 laranjas;
  • 6 pedras de gelo.

 

Espreme-se o sumo de 3 laranjas e junta-se num liquidificador, picadora ou robot de cozinha, esse sumo com as rodelas de ananás descascadas e sem o veio central, mais as pedras de gelo e pica-se.

Está pronto, é saboroso e saudável.

Os sumos de frutas devem ser consumidos logo a seguir a serem preparados para minimizar a perda de vitaminas.

Snacks

Sempre que ligo o forno gosto de pôr mais qualquer coisinha a fazer, para além do prato. Hoje estava já com o peixinho assado, a preparar o resto do almoço da princesa, com ela já a resmungar de fome, o forno ligado, mil coisas para fazer, mas ainda assim tive de inventar qualquer coisinha.

Ingredientes:

  • 100gr de flocos de aveia;
  • 2 colheres de sopa de mel;
  • 1 iogurte Skyr natural  (Lidl).

1

É só misturar tudo, colocar em papel vegetal numa daquelas formas de bolo inglês e levar ao forno a 180ºC, durante 20 minutos.

Deu para cerca de 7 porções de 30g. Não são doces, mas parecem-me ótimas opções para os lanches.

Podem ser oferecidas a crianças a partir do ano de idade.

 

Vida

Quando somos crianças achamos que uma pessoa com 30 anos é “muito velha”.

Quando somos adolescentes, achamos que aos 30 vamos ser pessoas completas, de pé bem vincado num caminho trilhado por nós, bem certos dessa caminhada.

Chegamos aos 30 e… sentimo-nos ainda crianças ou então adolescentes, incertos do nosso caminho, inundados por inseguranças, recheados de responsabilidades e carregadinhos de medo de não respondermos às exigências.

Chegamos ao 30 e poucos e somos pais… Como? Eu ainda me estou a criar a mim, ainda me estou a construir como pessoa, a redifinir várias prioridades, a palmilhar novos caminhos, mas levo-te comigo minha filha, na esperança que aos 50 seja capaz de te passar esta mensagem.

São 30 e poucos anos, aqueles que, aquando criança achei que seriam a maturidade, mas agora sei que são recheados de possibilidades, caminhos, encruzilhadas.

Agora sei que aos 30 ainda me defino. Olho para trás e vejo o tempo perdido em algumas coisas… perdido talvez não, porque experimentei e percebi que não era por ali. Caminhos cruzados com pessoas que percebi não serem para manter, mas obrigada a elas por me terem ensinado o que ensinaram e por me terem mostrado que há pessoas que se cruzam connosco para nos mostrar algo, apenas isso.

Experiências vividas, falhadas, mas enriqueceram na mesma, fizeram-me crescer como pessoa, também me fizeram sofrer é verdade, mas tornaram-me mais rija e pronta para aceitar coisas más e de braços abertos para as pequenas coisas boas que inundam a minha vida de felicidade.

30 e pouco anos, mulher, mãe, enfermeira, sempre a estudar, a ler, sempre a tentar crescer, porque não se cresce em tamanho mas cresce-se de dentro para fora e eu adoro sentir-me a subir nesse percentil!!!

Boa semana!!!

Cachoeira, Onda, Fantástico, Mulher, Natureza, Água
pixabay.com
A aventura da maternidade

As mãos que a seguram quando nós não estamos lá, os braços que a embalam, os olhos que a supervisionam, os lábios que lhe sorriem, os corações que lhe dedicam carinho mereceriam tudo, mas chega esta altura do ano e queremos premiar essas pessoas de algum modo.

Porque passam horas a fio com ela, ensinam coisas novas e reforçam as que nós ensinamos, porque sentimos que ela é feliz lá, que gosta de estar lá, que se sente acarinhada, também nós sentimos necessidade de acarinhar quem se dedica assim a ela, – assim como aos outros – mesmo que apenas com um miminho.

Porque sentimos que esses mimos devem ter um significado, desta vez optamos pelos mimos da ValentinaJá há algum tempo sigo a página e adoro os trabalhos da Marta Soares e ficamos muito contentes com estes miminhos que ela fez propositadamente para agradecer o carinho de quem cuida da nossa Marta!

20524280_1479016652137459_463576177_o (1)