Escrita

Carta para o meu EU no futuro – ROTARROTS

Este artigo faz parte da blogagem coletiva do Rotarrotsaqui e aqui – e é o meu primeiro, inserido nesta rubrica. O desafio lançado consiste em escrever uma carta para mim mesma, no futuro, daqui a uns 10 anos. Vamos lá ver como me saí!

Olá Ana, “espero que esta carta te encontre bem de saúde”, pensei em começar assim esta minha carta, para mim mesma, daqui a uma década. Era assim que se começavam as cartas há décadas atrás, mas provavelmente, daqui a mais uma década, já ninguém se lembrará disso! Ainda te lembravas?

É inevitável escrever uma carta para mim mesma sem, automaticamente, me apetecer perguntar várias coisas. Onde estás? O que fazes? O que te aconteceu nestes últimos dez anos? Quantos filhos tens? O feeling que eu tenho hoje concretizou-se?

Conta-me tudo porque eu quero saber.

Continuas enfermeira de anestesia no bloco ou mudaste? O meu feeling de que, algo muito diferente e bom, irá surgir no trabalho, era fundamentado? Conseguiste fazer alguma coisa com o teu mestrado?

Quantos filhos tens? São parecidos contigo ou com o Filipe? Sim, porque não duvido que estás com o Filipe ainda, depois destes dez anos.

O Kanu? Diz-me, por favor, que o esse cão lindo ainda vive, que é o melhor amigo dos vosso filhos, e que apenas tem menos vitalidade, dada a idade.

Conta, não tenhas medo de te alongar, conta-me tudo. A família toda como está? O trabalho do Filipe? O pé, como se tem portado?

Sabes que tenho para mim que tens um fututo sorridente pela frente, estou muito convicta disso. Acredito em ti, na garra, na dedicação, nas mangas arregaçadas, no amor que te move.

Espero que tenhas aprendido a duvidar menos de ti, que continues a valorizar as coisas boas da vida, e que elas te façam lutar para minimizar as menos boas. Espero que continues ciente da sorte que tens com a tua família e que tenhas sabido manter os bons amigos que te rodeiam, e que tenhas encontrado um ou outro nesta caminhada.

Nunca te esqueças de fazer o que te faz feliz, de seres tu, sem medo da opinião dos outros e que continues a dar, sempre, o teu melhor.

Eu confio em ti!!!

 

3 Comments

Leave a Comment