A aventura da maternidade, Palavra de mãe

Hoje é Dia da Mãe. Sou mãe desde que tu existes, por isso este texto é para ti e não para mim.

Sinto-me mãe desde que fiz o teste de gravidez e ainda mais quando ouvi o teu coraçãozinho bater naquela ecografia. Poderei não ter sido a mãe que te esperava serenamente, sem angústias, mas fui a mãe que fez tudo o que pôde para que nascesses na altura certa, da melhor maneira, o mais saudável possível.

Sinto-me ainda mais mãe desde que senti a tua pele quente e molhada, acabadinha de sair do meu ventre, enquanto choravas como quem me anuncia ao mundo que chegou.

Não fui a mãe que conseguiu amamentar-te até tu seres capaz de dizer que tens fome, mas sou a mãe que zela todos os dias pela tua alimentação saudável, que luta todos os dias para que sejas forte.

Não sou a mãe que te veste de folhos, laços, fazendo-te parecer a princesa que és, mas sou a mãe que te aconchega de madrugada, te mantém quente e segura.

Não sou a mãe que te leva e te vai buscar à creche todos os dias, que te dá de jantar todos os dias e te conta uma história para adormecer, mas sou a mãe que pensa em ti nessas horas, que se preocupa se tudo estará bem.

Tento ser a mãe que te faz sentir segura, feliz, satisfeita, tento ser a mãe que te educa e ensina, que te mostra como se deve fazer. Tento ser a mãe de quem tu te orgulharás todos os dias da tua vida!

Sou mãe porque tu és minha filha, sou mãe porque em ti tenho o maior amor que se pode viver.

Feliz Dia da Mãe.

 

A aventura da maternidade, Beleza e bem-estar, Mãe, mas Mulher, Sem categoria definida

Hoje de manhã, enquanto me barrava nos meus cremes depois do banho, dei por mim a pensar. Celulite, gordurinhas… A barriga que salta das calças de ganga, quando me sento.

Ai, ai, ai.

Aqui há uns tempos, todas estas coisas me deprimiam e deixavam a pão e talinhos de aipo, a correr para o ginásio 7 vezes por semana, num contra-relógio tipo “Operação Biquini”.

Hoje dou por mim a pensar “E então?”

Sim, tenho gordurinhas, celulite, pedaços de carne a mais a saltar da calça, mas desculpem lá a expressão “Que se lixe”!!!!

Duas cirurgias a um pé, com o repouso inerente, aumento de muitos quilos durante a gravidez que, apesar de já terem desaparecido, deixaram um rasto do peso da gravidade e muitas tainadas com família e amigos são os responsáveis por isto.

“QUE SE LIXE!!!”

Com celulite e gordurinhas mas segura de mim e feliz pelo que tenho vivido 🙂

Quem mais se sente assim!

A aventura da maternidade, Palavra de mãe

15220154_1237763702929423_5841710673755737408_n03.12.2016

Há um ano os dias eram menos preenchidos e as noites mais descansadas.
Há um ano as preocupações eram menos e a liberdade mais ampla.
Há um ano a casa estava mais arrumada e a conta bancária mais recheada.
Mas nada… nada… nada… se compara a te ter procurando o meu colo balbuciando o meu nome, aos teus olhos meigos, às tuas mãos pequenas e reconchudas a procurar a minha cara.
Nada se compara à casa inundada de amor, aos dias mais completos, à cumplicidade que já existe.
Nada é mais puro ou maior do que este amor que nos mostras ser possível sentir, a cada dia maior!
Deitámo-nos hoje derreados mas de coração a abarrotar.
Obrigada a todos que tornaram este dia ainda mais especial!

A aventura da maternidade, Atualidade e Curiosidade

Escrevo este artigo porque preciso que mães mais experientes ou mais elucidadas me ajudem a perceber algo que me anda a perturbar.

A minha filha adora música, abana o rabinho, mexe as mãos, ri… Posto isto, aqui a mamã, trata de tentar aprender algumas letras (coisa que até me é mais ou menos intuitiva) para cantar à filha. Deparei-me com esta música da série Palavra Cantada, música de seu nome “A canoa virou”. Deixo-vos aqui o link para o vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=Sw2MThvOlWc

 

Desde que prestámos atenção à letra desta música que ficamos algo perturbados. Segue a letra:

“A canoa virou

Por deixar ela virarmaxresdefault

Foi por causa de Sandra

Que não soube remar

 

Se eu fosse um peixinho

E soubesse nadar

Eu tirava Sandra

Do fundo do mar

 

A canoa virou

Por deixar  ela virar

Foi por causa de Juliana

Que não soube remar

 

Se eu fosse um peixinho

E soubesse nadar

Eu tirava Juliana

Do fundo do mar

 

A canoa virou

Pois deixaram ela virar

Foi por causa de Luiza

Que não soube remar

 

Se eu fosse um peixinho

E soubesse nadar

Eu tirava Luiza

Do fundo do mar

 

A canoa virou

Por deixar  ela virar

Foi por causa de Pedro

Que não soube remar

 

Se eu fosse um peixinho

E soubesse nadar

Eu tirava o Pedro

Do fundo do mar

 

A canoa virou

Por deixar ela virar

Foi por causa de Debora

Que não soube remar

 

Siri pra cá,

Siri pra lá

A Luiza é feia, e quer casar

 

Siri pra cá,

Siri pra lá

Juliana é feia, e quer casar

 

Siri pra cá,

Siri pra lá

O Pedro é feio, e quer casar

 

Siri pra cá,

Siri pra lá

 

Rema, rema, rema…”

 

Exposto o vídeo e a letra peço-vos, encarecidamente, ajuda.

Qual é a lição em deixar os miúdos ficarem no fundo do mar?

Qual é a lição em associar o fato das personagens serem feias e quererem casar?

Estou confusa!!!!

A aventura da maternidade, Atualidade e Curiosidade

Quando o conselho é dado por uma Pneumologista e é sobre tosse, inevitavelmente damos-lhe mais créditos, certo? E assim foi!

Estes dias o meu pai foi a uma consulta na médica Pneumologista que o segue. Ela deu-ljr um conselho para acalmar os acessos de tosse noturnos: abrir uma cebola ao meio e deixa-la em cima da mesinha de cabeceira!!!????  No mínimo caricato não?

O que é certo é que de madrugada, em que assistimos à nossa cria a tossir desalmadamente e não conseguir descansar por causa dessa tosse, qualquer coisa que possa resolver é bem-vinda e assim decidi fazer. Ponho pés ao caminho para a cozinha, parto a meio a dita cebola, faço-a repousar num pires e dou-lhe como destino o quarto da minha princesa.

cebola

 

Dito e feito!!!

Não era mito!!!

Funcionou.

A princesa parou de tossir!!!!!!!!!!!

 

 

Admirados? Também eu fiquei e se não tivesse acontecido comigo era capaz de não acreditar.

Fui procurar informação sobre isto e, embora não tenha encontrado nada baseadamente científico, existe muita informação que diz que a cebola capta os pós  e bactérias do ambiente, como que se renovasse o ar, funcionando a cebola como um descongestionante natural. Claro está que isto só funciona quando a tosse é mais reativa, ou seja, a criança até pode estar constipadita e piora com o ar mais seco e frio da noite, porque a cebola não é capaz de curar uma infeção respiratória, não é verdade?

Posto isto, eis o que vos digo, Santa Cebola!!!!

Ah, obviamente esta cebola deve ser deitada fora e não ser usada para cozinhados porque esteve exposta ao ar e absorveu impurezas do ar.