Escolhas para o bebé

Hoje falo-vos de dois objetos muito valiosos no dia-a-dia dos pais. Um para a higiene do bebé, outro para a higiene dos biberões.

Banheira

Esta banheira é do mais prático que existe.

cam-cambio (3)
Foto retirada de www.babyblue.pt

Tem trocador acoplado, para que se possa dar banho ao bebé e, logo de seguida, se limpe e vista sem sair da divisão em que estamos.

Tem uma prateleira em baixo para pôrmos a toalha, fraldas, roupa do bebé, e tudo mais o que precisarmos e não sairmos de perto do bebé.

É uma banheira evolutiva, que podemos usar desde o dia zero até, sensivelmente, ao ano da criança, porque tem um lado para se deitar e outro para se sentar. Para além disso tem bases antiderrapantes.

cam-cambio (1)
Foto retirada de www.babyblue.pt
cam-cambio (2)
Foto retirada de www.babyblue.pt

 

 

 

 

 

 

 

Ao redor da banheira temos sítio para colocar o gel de duche, a esponja, os brinquedos, e tudo mais o que quisermos.

A cereja no topo do bolo é que se fecha, tipo em harmónica e guarda-se ocupando pouco espaço.

Como já perceberam adoro esta banheira.

 

Esterilizador de biberões

É prático, de pôr no micro-ondas e barato.

esterilizador-para-microondas-chicco
Foto retirada de www.bebitus.pt

Tem capacidade para 4 biberões de 150ml e respetivas tetinas; para os biberões de 330ml já só dá para dois.

É só colocar, na base do esterilizador, 200ml de água, pôr lá os biberões, e vai a esterilizar a vapor, no micro-ondas, durante 5-8 minutos, consoante a temperatura do micro-ondas.

Ah, e é um esterilizador fácil de lavar.

Muito bom.

Escolhas para o bebé

Estes óculos de sol ficam a matar à minha princesa não ficam?

IMG_4097

Andava a falar há algum tempo que ia comprar-lhe uns óculos de sol e estes revelaram-se uma ótima opção.

Vamos de férias daqui a pouco tempo e, claro está, o cuidado com o sol é uma grande preocupação. O sol tem tanto de bom como de mau, temos de nos proteger da radiação UV, temos de ter especial atenção às nossas crianças nesta altura.

Com as nossas crianças todo o cuidado é pouco, por isso há cuidados imprescindíveis:

  • só ir à praia nas horas de menor calor – até às 11h e depois das 16h-17h;
  • manter as crianças debaixo do guarda-sol;
  • pôr-lhes um chapéu;
  • não esquecer o protetor solar (mineral)aplicado em casa e renovado várias vezes durante a exposição solar;
  • pôr-lhes óculos de sol para proteger os olhos da radiação ultra-violeta;
  • oferecer água à criança;
  • se possível, vestir-lhes daquelas roupas que indicam a exposição à radiação UV.

Estes são os cuidados básicos a seguir nesta época balnear. Dentro da parafernália de coisas que se levam para a praia para a criança faltavam os óculos de sol e aqui estão estes da Babiators.

Confesso, não conhecia a Babiators, mas estou rendida. Confesso também – porque não estou aqui para enganar ninguém – que a Babiators me contatou para me dar a conhecer os seus óculos, ofereceu estes à minha princesa para experimentarmos e dar a nossa opinião e, a melhor parte, VAI OFERECER-VOS UNS ÓCULOS TAMBÉM!!!

Brevemente dou mais novidades!

 

Escolhas para o bebé

Estas sugestões só interessam às mamãs dos bebés que bebem leite adaptado, ou que já estão a comer papa e/ou sopa. Infelizmente, a Marta toma leite adaptado em exclusivo desde as 3 semanas de vida, por isso tivemos de nos adaptar e comprar os acessórios para andarmos com o leitinho atrás de nós.

 

Térmico para água quente

IMG_4026

Este térmico é E-S-P-E-T-A-C-U-L-A-R!

É essa a descrição possível para ele. Tem a capacidade de 500ml, mas vos garanto que mantém a água a escaldar durante 12 horas e, depois desse tempo, ainda se mantém quente. Para terem uma noção, eu preparo biberões com água que está no térmico há 14 horas, e a Marta gosta do seu leite quentinho.

Custou cerca de 14€.

 

Térmico para sólidos

IMG_4030

Mais uma maravilha que inventaram para facilitar a vida aos papás e mamãs. Com este térmico podem optar por levar água quente em baixo e a sopa/comida em cima, ou a sopa em baixo e a comidinha em cima.

 

 

 

IMG_4031Mantém a comida quente por imensas horas, ou fria, como quiserem. Posso dizer-vos que, no fim-de-semana passado, transportei uma sopa congelada neste térmico durante 6 horas e que, quando cheguei ao destino, ela continuava congelada.

Custou 35€, sim, é verdade! Custou a dar o dinheiro quando o comprei, mas valeu a pena!

 

Recomendo estes dois térmicos.

 

Escolhas para o bebé

Estes dias de chuva fizeram-me relembrar de um acessório que nos foi precioso para o frio e chuva. O ninho para o ovo.

A Marta nasceu em pleno Inverno, por isso a preocupação de sair de casa quentinha, protegida do frio e da chuva, era uma constante.

Ainda muito pouco grávida, comprei este ninho para o ovo – foi das primeiras compras-, muito longe de me aperceber da ótima compra que estava a fazer.

IMG_3852

 

Tem capuz, ranhuras para fazer passar os cintos do ovo, tem uma aba para tapar os pés, é de um algodão fofo, quentinho e fantástico para dias em que saímos de casa com chuva.

 

IMG_3851

Agora, com quase 5 meses (avantajados), já não dá para pôr a cabeça no capuz, e a aba já quase não dobra para tapar os pés, mas continuamos a usar, e adoro.

Traz um pequeno extra, um muda fraldas, que dá para guardar na aba dos pés (tem um fecho).

Recomendo!

 

 

Escolhas para o bebé, Saúde

Mãe doente, filha congestionada!

Acabei por passar qualquer coisa à pequenita e o narizinho dela acaba por congestionar, principalmente de noite. Creio ser só mesmo o narizito, porque continua a chorar em plenos pulmões quando lhe apetece e anda muito sorridente, como é seu costume.

E se a princesa está congestionada, é mesmo importante fazer-lhe a limpeza do nariz, já que os bebés, mais ao menos até aos 6 meses, devido à estrutura das vias respiratórias, respiram exclusivamente pelo nariz.

E assim me lembrei de partilhar convosco como deve ser feita a limpeza nasal.

O primeiro passo é limpar abundantemente com soro fisiológico. Podem optar por ter frasquinhos maiores de soro em casa, e fazem a limpeza do nariz ejetando o soro nas narinas com a ajuda de uma seringa – eu faço assim porque me sinto à vontade, já que o fiz vezes sem conta quando trabalhei na Pediatria. Uso seringas de 2 ml ou de 5ml, consoante o tamanho do bebé. Outra opção são os frasquinhos pequeninos – de 5 ml, penso eu – de soro fisiológico, que até têm o formato afunilado para ser mais fácil aplicar nas narinhas, ou ainda, aqueles frasquinhos de spray de água do mar, que acabam por ser de mais fácil utilização para quem não se sente tão à vontade para fazer este tipo de coisas;

E aqui se coloca logo uma questão importante, que é a posição em que o bebé está quando se instila o soro fisiológico no narizito. Nos bebés, existe uma estrutura do ouvido – a trompa de Eustáquio – que está numa posição mais horizontal do que nos adultos. Isto faz com que seja mais difícil a drenagem das secreções do ouvido, fazendo com que que se acumulem mais facilmente, e é por isto que os bebés desenvolvem otites com mais frequência do que os adultos. Assim, para se evitar que isto aconteça, quando se instila soro fisiológico no nariz do bebé, deve-se deitá-lo de barriga para cima, com a cabeça virada para o lado contrário da narina onde vai ser colocado o soro, ou seja, se vou pôr soro na narina direita, devo virar a cabeça do bebé para a esquerda.

Depois da instilação de soro fisiológico, frequentemente o bebé tosse e espirra, acabando por ajudar à higiene do narizito mas, se ainda assim, isto não for suficiente, eu uso o aspirador nasal de boca, em que sou eu, sugando no bucal do aspirador, que faço o vácuo, aspirando as secreções. Eu sei, eu sei, isto faz alguma confusão, porque até parece que estamos a sugar as secreções para a nossa boca, mas não se preocupem que isto não acontece, porque o aspirador tem filtros que impedem isso. productBabyImg8

Eu uso este aspirador nasal, da Rhinomer, que eu gosto muito, porque é fácil de usar e de limpar. É só colocar uma recarga, introduzir suavemente na narina do bebé, colocar o bucal na nossa boca e aspirar, sugando.

Faço isto e espero cerca de 15 minutinhos, para avaliar se foi eficaz. Se, ainda assim, o bebé continuar congestionado, repito esta manobra perigosa. Perigosa sim, porque este momento é sempre uma luta, porque é claro que o bebé não gosta que lhe enfiem soro no nariz, e que se ponham a sugar-lhe as entranhas a seguir, e há sempre uma sessão de choro, espernear e abanar de cabeça, Ora “quem não se sente, não é filho de boa gente“, não é verdade?

Para lavar o aspirador, coloco-o debaixo da torneira com água bem quente a correr, e depois deixo-o a secar em cima de papel absorvente de cozinha. As recargas vão para o lixo quando já têm muitas secreções.

É muito útil este aspirador nasal, e baratinho, pelo que também o insiro nas minhas Escolhas para o bebé.

Espero que seja útil este artigo.